Formação de Professor|Cultura Educacional |Educação E Blog

No princípio, este Blog seria sobre História, Educação, Arte, Ciência e Tecnlogia. Agora é qualquer coisa que a cabeça pensa, o coração sente e os dedos teclam na redondeza e que possa contribuir para a formação do professor no Brasil.

EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E MÍDIA

Filed Under Sem categoria | Posted on Agosto 14, 2012


EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E MÍDIA

 

 

dscn0642.JPGUNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

CAMPUS CATALÃO

DISCIPLINA: EDUCAÇÃO COMUNICAÇÃO E MIDIA

PROFESSOR: WOLNEY HONÓRIO FILHO

ALUNO: PEDRO AWGHUSTO DE OLIVEIRA RODRIGUES

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA  7º PREÍODO

 

 

 

Antes de começar, vamos diferenciar um pouco o que vem a ser educação, comunicação e mídia. Educação: Conjunto de normas pedagógicas tendentes ao desenvolvimento geral do corpo e do espírito. Comunicação: Informação; participação; aviso, transmissão, notícia, passagem, ligação. Mídia: [Brasil] Todo o suporte de difusão de informação (rádio, televisão, imprensa, publicação na Internet, videograma, satélite de telecomunicação, etc.) que constitui ao mesmo tempo um meio de expressão e um intermediário na transmissão de uma mensagem. Porém, existe outro tipo de mídia, a conhecida mídia social. O que a torna diferente das outras mídias é que permite uma comunicação de mão dupla. A mídia social dá ao público uma voz e a capacidade de desenvolver e compartilhar conteúdo próprio.

 

A mídia é um fator fundamental na vida da sociedade, sem ela a sociedade fica aquém da realidade. Assistir televisão, navegar na Internet, falar ao celular são coisas do cotidiano da maioria da população mundial. Vive-se em uma era tecnológica em que se veem ao vivo acontecimentos no mundo inteiro. E essa tecnologia influencia o tempo todo à sociedade e em consequência, a educação, tanto informal quanto formal. A influência da mídia na sociedade e na educação é um tema muito discutido e questionado. Muitos autores escreveram e escrevem sobre essas influências: alguns as consideram positivas, outros, negativa. Dos avanços tecnológicos nasceu a mídia. A mídia é importante não somente na educação, mas também na sociedade, pois a partir dela o indivíduo aprende a interagir com o mundo a seu redor e também a ser uma pessoa crítica e de opinião na sociedade. Com o estudo deste tema podemos através dele descobrir novas formas de ensino e maneira descontraída de chamar atenção dos alunos para que eles se interessem mais pela aprendizagem, visto que o aluno sempre se interessa mais pelo que é novo e interessante para ele.

 

Novas tecnologias, ao se disseminarem pela sociedade, levam a novas experiências e a novas formas de relação com o outro, com o conhecimento e com o processo de ensino-aprendizagem. Também foi assim com a história da escrita, que é uma tecnologia. A própria origem da Educação e da Escola, tal como conhecemos hoje, depende fundamentalmente desta tecnologia de registro e recuperação de informação que é a escrita. O desenvolvimento desta tecnologia promoveu grandes transformações na prática educativa.

 

Hoje, para nós, é praticamente inconcebível ensinar e aprender sem os livros, objetos que somente começaram a ser usados em larga escala com o advento da máquina de imprimir e da técnica de corte de papel que permitiu que os livros se tornassem portáteis.

As novas tecnologias são uma novidade que requer adaptação em termos operacionais. Com isso, é preciso aprender a mexer com equipamentos, a trabalhar com programas e assimilar conceitos e vocabulários próprios de uma nova área. Mas, além disto, estas tecnologias nos levam a novas experiências em sentido mais profundo, ou seja, novas experiências de vida.

Se voce eh novo(a) aqui, inscreva-se ao meu RSS feed. Obrigado pela visita!

Leave a Comment

O Uso Das Ferramentas Em Nosso Aprendizado

Filed Under Sem categoria | Posted on Maio 23, 2012


O Uso Das Ferramentas Em Nosso Aprendizado

 

 

dsjff.jpgUniversidade Federal de Goiás- Campus Catalão

Curso: 7º período Pedagogia

Disciplina: Educação, Comunicação e Mídia

Docente: Dr. Wolney Honório Filho

Discente: Jaqueline Souza Santos

 

 

 

O que é realmente tecnologia? Tecnologia se resume ao uso de computadores, celulares, mp3, tablet, redes sociais entre outros meios de comunicação? Bom, refletindo sobre essas e algumas outras questões que parecem tão definidas a todos, comecei a observar e a buscar mais informações a esse respeito.

 

A partir de textos lidos, percebi que tecnologia vai além do uso de ferramentas tecnológicas, tecnologia alcança o uso da imaginação e criatividade, na área da educação. Por exemplo, é possível afirmar que de nada adianta ter ferramentas tecnológicas nas mãos e não saber usá-las, não estou dizendo que as ferramentas tecnológicas não são úteis, apenas que é necessário muito mais que isso para conseguir alcançar o processo de ensino-aprendizagem, é preciso também ter criatividade e imaginação para saber usá-las de forma que elas vão auxiliar esse processo e não fazerem o trabalho sozinha. Jarbas dá um exemplo muito interessante em seu texto “Tecnologia é imaginação; considerações sobre o uso de ferramentas em educação”, : Uma professora de geografia que transforma o interior de um avião em uma sala de aula convencional; em vez de poltronas os alunos sentam em carteiras escolares. Na parte da frente da cabine, há um quadro negro. Os alunos tem acesso apenas os livros didáticos e a mestra à frente, observando que eles estão em um avião, os alunos estão limitados, então, o que era para ser uma aula ampla, que fosse capaz de ilustrar ao vivo o território onde viviam os alunos, resultou em uma aula convencional, como se estivessem em uma sala de aula convencional.

 

Podemos notar com este exemplo, que não basta termos as ferramentas em nossas mãos. Devemos ir além, usar a imaginação e criatividade para criarmos possibilidades de novas visões de mundo, novas maneiras de desenvolver conhecimento. Através da tecnologia, não devemos apoiar em ferramentas, devemos usá-las sim, mas de maneira em que possamos nos questionar o que essas ferramentas podem nos oferecer para que os alunos possam ter um maior acesso às informações dadas nos conteúdos trabalhados? Quais são as maneiras de leitura que essas ferramentas podem trazer ao nosso cotidiano? Essas ferramentas tecnológicas podem facilitar a criação do conhecimento  através de atividades e dinâmicas escolares mais atraentes? Devemos criar questões que nos ajudem a compreender o verdadeiro papel das ferramentas tecnológicas na educação, e compreender também como essas ferramentas podem seu utilizadas no processo de ensino-aprendizagem.

Leave a Comment

A revolução tecnológica e seu impacto na vida das pessoas

Filed Under Estudantes | Posted on Maio 6, 2012


A revolução tecnológica e seu impacto na vida das pessoas

 

 

foto1.jpgUniversidade Federal de Goiás- Campus Catalão

Curso: Licenciatura em Educação Física

Disciplina: Educação, Comunicação e Mídia

Docente: Dr. Wolney Honório Filho

Discente: Antônio Augusto Fernandes Borges

 

É deslumbrante como o computador e os recursos digitais evoluíram desde a criação dos primeiros computadores na década de 40, que chegavam a pesar 30 toneladas e tinham a função apenas de fazer cálculos e resolução de problemas específicos, até os dias de hoje, quando o computador se tornou uma ferramenta portátil e que pode ser ultilizado para diversas funções.

 

A evolução do computador trouxe uma gama de outros recursos digitais e interativos que mudou drasticamente a forma como as pessoas vivem. A mais ou menos 15 a 20 anos quando assistíamos a filmes de ficção, que se passava em épocas futuras, talvez nem imaginássemos que todas aquelas tecnologias como acionamento de comandos por toque na tela, reprodução de vídeos em 3D, vídeo chamadas, viessem a existir de fato.  Ainda era difícil imaginar que o computador, celular e outros recursos se tornassem tão acessíveis para a população.

 

As crianças de hoje não passaram por esse processo de transição da tecnologia e já nascem dentro do mundo dos computadores, celulares, jogos eletrônicos e internet. O que muito se discute hoje é como tudo isso tem colaborado ou dificultado na formação das crianças. Levando mais especificamente para a área da educação física, o que se vê é que os jogos populares e as práticas físicas recreativas estão caindo no esquecimento, dando lugar às ferramentas e recursos tecnológicos. Com isso as crianças estão se tornando sedentárias. Um estudo coordenado pelo prof. Dr. Mauro Fisberg da Universidade Federal de São Paulo mostrou que 81% dos alunos de escolas particulares e 65% dos alunos de escolas públicas são sedentários, ou seja, realizam menos de 10 minutos de atividade física por dia. Isso, juntamente com uma alimentação desregrada, tem feito com que os índices de obesidade venham aumentando cada vez mais entre crianças e adolescentes, fazendo surgir cada vez mais precocemente diversas doenças como doenças cardiovasculares, desvios posturais e etc.

 

Quanto essas tecnologias podem estar ajudando ou atrapalhando na educação das crianças? Um ponto favorável é que a internet tornou o conhecimento muito mais ascessível, porém as crianças ultilizam mais os computadores para fim recreativo do que propriamente para estudar. Inclusive muita das vezes o computador e o videogame acabam prejudicando o desenvolvimento do aluno na escola, pois as crianças ficam tempo de mais frente aos jogos eletrônicos e na internet, tendo acesso muita das vezes a conteúdos que não são apropriados para suas idades.

 

Contudo, nos dias de hoje já é praticamente impossível privar as crianças do video game e da internet. Cabe aos pais saber controlar o acesso de seus filhos a internet policiando que tipo de conteúdos eles estão tendo acesso. Quanto aos jogos eletrônicos, deixar que a criança brique, mais que esse não tome tanto tempo da criança durante o dia, deixando um tempo nescessário para o estudo e também para a prática de atividades físicas.

 

Para os educadores, fica o desafio de como integrar as novas tecnologias às suas aulas sem que se perca o foco principal do tema a ser ensinado. Em uma entrevista da professora Marise Brandão ao site resvistapontocom ela falou a seguinte frase sobre as TIC´s: Elas devem ser um dos instrumentos para a construção do conhecimento. No mundo de hoje, as tecnologias são indispensáveis na educação das crianças e dos adolescentes. Eles ‘vivem’ tecnologias e quem não vive sonha em viver. É o mundo deles. Isto é fato. Como ignorar este potencial? Como permanecer no cuspe e giz?.

 

Diante do que ela diz podemos ver a importância do professor incrementar em sua aula novos recursos pedagógicos, afim de aprimorar o ensino e fisgar a atenção dos alunos ao que o professor deseja transmitir em sala, promovendo assim uma interação maior entre o aluno e o conteúdo da aula.

 

Referências:

 

Hamann, Renan : A evolução dos computadores. Disponível em: www.tecmundo.com.br  visitado em 06/05/2012

 

Salgado, Jocelem  : Atual estilo de vida reflete na pediatria. Disponível em: http://www2.uol.com.br/vyaestelar/ Acesso em 06/05/2012

 

Tavares, Marcos A importancia das TIC´s na educação. Disponível em: http://www.revistapontocom.org.br Acesso em 06/05/2012

Leave a Comment

Educação e tecnologia: um desafio ou uma estratégia para os professores?

Filed Under Estudantes | Posted on Abril 13, 2012


Educação e tecnologia: um desafio ou uma estratégia para os professores?

 

 foto.jpgUniversidade federal de Goiás

Campus Catalão

Disciplina: ECM Educação Comunicação e Mídia

Professor: Wolney Honório Filho

Aluna: Ana Paula Pacheco Silva

Sétimo período de Educação Física

 

 

Historicamente a tecnologia usada na educação escolar é um pouco mal vista e mal compreendida. Hoje em dia, por mais avançado que a tecnologia seja, muitos professores e escolas ainda não utilizam desses meios em sala de aula.

 

No entanto, por mais viável que seja usar da tecnologia para ensino aprendizagem, ainda é um grande desfio. Todos nós sabemos o quanto a tecnologia facilita o decorrer da nossa vida. Como por exemplo, ao invés de visitarmos uma determinada pessoa para discutir sobre algo, e termos que se deslocar, levando em conta tempo, disponibilidade e dinheiro, nos deixando mais ocupado com aquele determinado problema, podemos simplesmente pegar um meio de comunicação como um celular e ligar pra esse determinado indivíduo. Assim, resolvendo com mais facilidade e nos dando mais opções de tempo para resolvermos mais coisas no decorrer do dia, fazendo o nosso dia, em tese, ser mais produtivo.

 

Existem vários meios tecnológicos e um amplo universo e maneiras para a utilização da tecnologia. Se atualmente a tecnologia está presente em nossas vidas, qual desafio dos professores para incluírem as novas tecnologias no processo de educação de alunos na escola?

 

Hoje em dia é cada vez mais difícil a atenção dos alunos em sala de aula. E difícil também é dar aula com toda essa tecnologia; nootbook, tablet, celular. Tudo é muito facilitado. A comunicação com o mundo fora da escola não é mais um desafio. A internet é tão acessível, que até mesmo no celular se pode acessar.

 

Quem pode garantir que o aluno está prestando atenção na aula, com o celular em mãos? Ele pode estar com o corpo na sala, mais sua concentração em um bate papo, no MSN, facebok ou até mesmo procurando algum site para pesquisar sobre algo que possa ajudá-lo a concluir a tarefa que não fez em casa.

 

Cabe ao professor compreender a riqueza que tem em mãos, e utilizar desses meios como forma de chamar a atenção dos alunos. Com certeza, se usar de forma pedagogicamente não haveria nenhuma perda, e somente ganhos. Os professores, utilizando a tecnologia de forma pedagógica, conseguiriam abranger um número maior de atenção por parte dos alunos interessados na aprendizagem da aula.

 

 

Leave a Comment

Tecnologias de educação: A nova forma de educar, através das salas digitais

Filed Under Estudantes | Posted on Abril 11, 2012


Tecnologias de educação: A nova forma de educar, através das salas digitais

 

notrabalho.jpg

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS – CAMPOS CATALÃO

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

DISCIPLINA – EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E MÍDIA

DOCENTE – WOLNEY HONÓRIO FILHO

ACADÊMICO – TIAGO DE FREITAS MASCARENHAS GARCIA

 

 

As tecnologias de informação têm se evoluído e sendo incluídas cada vez mais nas áreas de educação, onde a educação pública é a mais privilegiada com as salas digitais, que aproximam os alunos do mundo digital através da internet e programas educacionais, beneficiando as comunidades pobres do Brasil. Cursos profissionalizantes também são exemplos deste processo que tem crescido no nosso país, pois a procura por estes cursos tem crescido e a população de comunidades de renda baixa está se beneficiando por estas oportunidades por se aproveitar bem o meio digital neste meio em que elas estão adquirindo aprendizagem.

 

Para relatar melhor, vou expor exemplos de minha vida com áreas digitais. Em abril 2005, entrei para um curso profissionalizante na instituição chamada CEBRAC, na cidade de Campo Grande – MS. Nesta experiência iniciei como aluno, aprendendo noções de informática, área financeira e relações pessoais. Assim que terminei o curso em abril de 2006, recebi uma proposta de estagiar na empresa como auxiliar de sala digital. Auxiliava os alunos da sala digital em inicio de digitação, navegar na internet, Power Point, Exel e Word. Não recebia salário, apenas vale transporte, quatro reais para ir e voltar de ônibus. Eu me deslocava para o estágio de carona com minha mãe, e voltava para casa de ônibus, sobravam dois reais, às vezes comprava um salgado ou um refrigerante no centro da cidade, pois o local de estágio ficava no centro. O estágio era todas as sextas-feiras, das oito da manha até às onze horas. Foi uma ótima experiência, principalmente por iniciar conhecimento na área de educar.

 

No ano de 2008 me mudei para serra gaúcha, na cidade de Bento Gonçalves. Em 2009, por um anuncio no mural da faculdade, consegui trabalhar voluntariamente em uma escola municipal da cidade, a Escola Municipal Pedro Vicente da Rosa. Trabalhei com monitoria em quase todas as áreas da escola. Nas áreas da secretária, biblioteca, cuidava de salas de aula enquanto professor ficava fora, mas a área que mais gostei foi em cuidar da sala digital. Esta sala, na época, era recém imposta na escola, com computadores novos colocados em uma pequena sala, mas abrigava bem os alunos. Os professores de todas as disciplinas aproveitavam a sala digital para pesquisas em sua disciplina, até o professor Luís, o “véio” carinhosamente chamado pelos alunos da escola, que lecionava Educação Física, utilizava a sala em dias de chuva. Eu, juntamente com os professores, auxiliava na sala digital, principalmente em pesquisas da disciplina que estava levando os alunos para sala. Quando faltavam uns dez minutos para o término da aula o professor liberava os alunos para navegar em outros sites. A turma que mais gostei de auxiliar era o jardim, pois as crianças de cinco e seis anos são mais comportadas nestas salas digitais. O mundo digital para eles é uma grande novidade e faz com que eles fiquem “hipnotizados” à frente do computador e eu os auxiliava em programas Linux de educação infantil, onde eles aprendiam a digitar, desenhar e pintar no computador através de jogos e figuras.

 

Estas duas experiências me ajudaram muito a desenvolver como pessoa e, aos poucos, me transformar em aprendiz a educar. O mundo globalizado nos impõe novidades na área da educação, nas quais temos que capacitar mais para melhor educar. Estar apto às novas tecnologias de educação e educar os alunos através destas é o novo desafio da educação. O futuro é agora. Crianças e adolescentes estão trocando a leitura em papel por leituras em telas de computador. A internet é o principal alvo deste público e cada vez mais evolui esta área da educação. Educadores e alunos estão se juntando, fazendo com que as tecnologias de educação se fixem nas áreas da educação e cabe ao professor direcionar o aluno a este desenvolvimento tecnológico, para que na escola tenha se o ganho de conhecimento através desta tecnologia, como também, fora da escola

Leave a Comment


keep looking »

Close
E-mail It